top of page

Tipos de treino funcional


Confira alguns dos tipos mais comuns de treino funcional, como eles são realizados e quais benefícios promovem para o condicionamento físico.


Conheça os principais tipos de treino funcional

Dinâmico, divertido, eficaz e cheio de benefícios, o treino funcional tem se tornado uma grande tendência por todo o Brasil. Ele é procurado por pessoas com os mais diversos objetivos, especialmente por quem busca desenvolver um corpo mais ágil e forte.

No treino funcional são realizados diferentes exercícios com a finalidade de trabalhar a flexibilidade, o equilíbrio, a coordenação motora, força, agilidade e potência.

Ao contrário dos exercícios de musculação que trabalham os músculos isolados, os movimentos propostos pelo treino funcional trabalham todos os grupos musculares de forma integral.

Esses exercícios são baseados nos movimentos naturais do corpo humano como pular, correr, empurrar, agachar, girar, etc. Além disso, podem ser utilizados equipamentos como bolas, pesos, elásticos, corda, jump, halteres e outros.

O mais legal dos treinos funcionais é que eles podem ser realizados nas academias, mas também em parques, praças, na praia e até mesmo em casa. Desde que, sejam sempre orientados e supervisionados por um profissional. Isso garantirá a execução correta dos exercícios, evitando lesões.


Tipos de treinamento funcional

Os tipos de treino funcional estão relacionados com os exercícios realizados. É o profissional de Educação Física quem vai determinar quais são os exercícios a serem feitos, a ordem e o tempo de cada um deles. Alguns exemplos são abdominais, prancha, corrida, pular corda, levantamento, agachamento, apoios, deslocamento entre cones, dentre outros.

A seguir, vamos falar com mais detalhes sobre alguns dos tipos mais comuns de treino funcional.


  1. Uso do peso do próprio corpo

Grande parte dos treinos funcionais utilizam o peso do próprio corpo. Pode parecer que seja algo simples, mas não é, afinal exige preparo físico e controle corporal.

Exemplos são a prancha, flexões, agachamento livre, saltos com elevação de joelhos, extensão de quadril, stiff unilateral e burpees.


  1. Kettlebell

O kettlebell é um acessório comum nos treinos funcionais. Trata-se de uma bola de ferro com cerca de 20 cm de diâmetro e com uma alça. É um acessório que agrega muito aos treinos, já que permite a realização de diversos movimentos. A carga pode variar entre 4 até 40 quilos, sendo usado também na musculação e no crossfit.

O kettlebell incrementa níveis de força e resistência aeróbica em exercícios com finalidade de crescimento muscular e emagrecimento. Um exemplo são os agachamentos e swing unilateral com kettlebell.


  1. Cordas navais

As cordas navais são mais grossas que as comuns, possuindo cerca de 5 centímetros de espessura e entre 9 e 15 metros de comprimento. Elas são pesadas e resistentes e são utilizadas para a realização de exercícios funcionais, promovendo um alto gasto calórico.

São úteis para trabalhar músculos superiores e equilíbrio corporal. Os movimentos podem ser diagonais, altos, baixos, horizontais ou verticais. Como exemplo de exercício muito popular temos a ondulação com corda naval.


  1. TRX

TRX é a sigla para Total-body Resistance Exercise que, em português quer dizer “Exercício de Resistência do Corpo Inteiro”. Também é comumente chamado de Suspension Trainin ou Treino Suspenso. É um aparelho que fica fixado em um alicerce, feito com tiras de nylon unidas a ganchos e manoplas.

Ele utiliza da força do próprio corpo para a realização dos movimentos, trabalhando força, flexibilidade, postura, equilíbrio e estabilidade muscular.

São exercícios considerados intensos e um exemplo comum é a remada baixa.


  1. Jump

O Jump já é bastante conhecido pelos frequentadores de academia. Trata-se de uma mini cama elástica ou mini trampolim, onde são realizados movimentos aeróbicos.

Os exercícios no jump promovem alto gasto calórico, ajudam na queima de gordura e favorecem o emagrecimento, além de promover benefícios como a tonificação muscular, melhora da coordenação motora e prevenção de doenças como a osteoporose.


  1. Halteres

Também são acessórios bastante comuns nas academias. Podem ser de ferro, emborrachados e com variação de tamanho, peso e cores. Ajudam a potencializar exercícios com fins de definição muscular e perda de peso.

O agachamento unilateral com halteres é um exemplo de exercício comum em treinos funcionais.


Onde fazer treinamento funcional?

Ao optar pelo treinamento funcional, o ideal é procurar por empresas especialistas na modalidade e que contem com profissionais capacitados para que os exercícios sejam realizados de acordo com as necessidades individuais. Dessa forma, ocorre um melhor aproveitamento dos treinos e os resultados são efetivos.

A Sim Saudável se dedica a promoção de treinos funcionais que atendem os públicos mais diversos. Nossa equipe é multidisciplinar e está apta para atender em empresas, parques, escolas ou de forma individualizada.

Vale ressaltar que, promovemos treinos personalizados, ou seja, para atender as suas necessidades individuais e garantir um excelente resultado.

Exercitar-se nunca foi tão divertido como será a partir de agora. Acesse o site e conheça o nosso trabalho.

2.520 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page